Wagner-BA, segunda-feira, 17 de janeiro de 2022
Início / Educação / Wagner-BA festeja seus 55 anos de emancipação política.

Wagner-BA festeja seus 55 anos de emancipação política.

Na última quinta-feira (20 de julho), o município de Wagner completou 55 anos de emancipação política e diversos artistas locais foram à praça dois de Julho para comemorar com exposições de artes visuais, poesias e canções. O evento organizado pela Secretaria Municipal de Educação e Coordenação de Cultura e turismo reuniu diversos artistas locais que abraçaram o projeto e mostraram suas habilidades narrando ludicamente a história do município.

A noite cultural foi um evento preparado por e para crianças, jovens, adultos, idosos e acolhido pelo público local que agiu como “expect-ator” como diria o teatrólogo Augusto Boal: aquele que assiste, participa e intervém. A história de Ponte Nova, Itacira e Wagner foi contada em forma de Jornal pelas crianças da escola Américo Chagas, prosseguida pelos poemas dos alunos da Che Guevara do Assentamento São Sebastião e concluída com o hino municipal entoado pelo coral da escola Violeta.

Enquanto as poesias e canções “floreavam” o palco de eventos, o público ouvia-as e visitava os stands com exposições de Artes Plásticas, artesanatos com madeira, palha e tecido pelos nossos artistas visuais.
A festa trouxe diversos estilos musicais e várias gerações de músicos e poetas que se entrecruzaram entre o jovem e o ancião mostrando que o belo só é possível se o radical (porque tem raízes profundas) e o novo (que está germinando) caminharem de mãos dadas construindo o futuro.

Nas artes visuais tivemos obras de Maurcio Souza, Císio, Elma, Sandra e seu Manoel Moreira que também poetizou acompanhado da pequena Lara do colégio Presbiteriano e do locutor Daniel Martins. A professora Creuza Valú trouxe seus artesanatos junto a Dona Lôga, Sandra, Laurita Santana e Maria Índia.

Na linguagem musical, a fanfarra do IPN (Banda Marcial de Wagner – BMW) trouxe a percussão pulsante ao som de marcha e a Dona Derilda trouxe no cavaquinho a música raiz e a lembrança essencial de Cachoeirinha como um povoado responsável pela história de Wagner, enquanto o músico Leo Sete Cordas emocionava a plateia com uma canção transbordada de expressões positivas.

Em nome da Prefeitura, o secretário de Educação Ricardo Berbel saudou o público acompanhado das palavras de fé do Pastor Gerisvaldo. O músico popular Gerônimo Santos trouxe na voz firme, a música sertaneja tradicional, enquanto os adolescentes Israel e Rafael tocaram e cantaram o sertanejo universitário.

Tim Neres, o popular Francisco católico, levantava palmas do público com suas composições em ritmo de coco, enquanto o jovem Jackson Almeida trazia o rock dos anos 80 acompanhado da guitarra de Demárcio.
Dan Mendes cantou o estilo Pop moderno ao som do violão de Mika, enquanto Oldair cantava o samba paulista com Bulika no pandeiro e Ritinha soltava a voz com Alisson no Baixo e Genarque na percussão.

Hilda e Eder vieram com o samba raiz e eu Raumi Souza coordenador de cultura e turismo, entre poesias e canções me encantei ao som da percussão afro-brasileira do Grupo Cultural Estrela da Juventude e pude sentir uma das noites mais belas de 2017 na praça dois de julho.

A Prefeitura Municipal de Wagner por meio da Secretaria Municipal de Educação Esporte, Cultura e Turismo parabeniza Wagner e deseja que essa data se repita por muitos anos com muita música, poesia, pintura e arte, promovendo o acesso aos palcos da vida aos seus filhos que não fogem à luta e faz Ponte Nova ser bela e eterna.

TEXTO E FOTOS: RAUMI SOUZA.

FOTOS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *